O pós-operatório da mamoplastia de implantação

Fernanda 16 de Março de 2012
O pós-operatório da mamoplastia de implantação

O termo mamoplastia é usado tanto para cirurgia redutora (corretiva na maioria das vezes e nao estética) como para aumento com implante de prótese de silicone.

As causas para o desejo de colocar um implante de silicone são varias, e transitam pelo simples desejo de ter uma mama mais volumosa e com isto se sentir mais atraente, até aquelas que realmente tem a mama muito pequena (hipomastia) ou que ficaram flácidas após amamentação ou com a idade.

Existem hoje várias técnicas para a colocação da prótese de silicone,e  cada médico cirurgião tem uma técnica preferida e algumas vezes , a técnica depende de como a mama se apresenta. Ou seja, uma determinada técnica é melhor para um determinados caso, enquanto que para outro caso , outra técnica se apresenta com melhor resultado final.

As três principais técnicas utilizadas hoje são a técnica via inframamária, a periareolar e a axilar.

Estas técnicas dizem respeito à via de acesso e local de implantação da prótese, se abaixo do músculo ou acima do músculo, embaixo do tecido mamário. Independente da técnica adotada, todas elas tem como objetivo principal a recuperação da estética mamária e preservação as glândulas e ductos para uma possível amamentação posterior.

A preocupação com o período de duração da prótese, ou seja, quanto tempo se pode ficar com uma prótese de silicone deverá ser discutida com o profissional médico escolhido. Só ele conhece detalhes do produto que estará utilizando em você e qual o prazo médio  de duração sem que cause problemas. Hoje, com o avanço tecnológico e a melhoria da qualidade das próteses, pode-se chegar até  20 anos sem necessidade de troca.

Os cuidados que se devem ter ,independente de se ter prótese ou ter feito mamoplastia redutora, são os de toda mulher: auto exame com inspeção e palpação após cada menstruação, se já não menstruar mais, escolher um dia do mês para a realização do exame; mamografia anualmente após os 40 anos de idade e desde que não tenha história familiar de câncer de mama, se houver o controle e a vigilância devem começar antes; e ultrassonografia complementar à mamografia. Se houver dúvida ou suspeita de alguma alteração pode haver a necessidade de punção aspirativa ou ressonância magnética.

O acompanhamento de pós operatório é fundamental para um resultado satisfatório. Desde o primeiro momento de pós operatório , os cuidados já se impõe, tais como:uso adequado do sutiã recomendado pelo medico, repouso com pouca movimentação no leito, não levantar os braços , seguir as orientações em relação aos cuidados de higiene e curativo.

Se faz oportuno algumas orientações a respeito do curativo, e as mais importantes são:

Antes de qualquer curativo se deve lavar as mãos com água e sabonete para uma perfeita higienização. Parece óbvio esta recomendação, mas muitos não a seguem. A mesma coisa vale para o banho normal, que tão logo seja possível, ele deve ser completo, inclusive lavando-se a cabeça, obviamente com o auxilio de alguém, porque a paciente não pode em hipótese alguma, levantar os braços para realizar tal higienização.

Só se deve proceder a retirada do curativo que sai do hospital no prazo determinado pelo médico. Ele tem a função de proteção e aproximação das bordas da ferida cirúrgica.

Deve –se evitar a exposição solar por no mínimo 30 dias, ou conforme orientação médica. O uso de protetor solar , com fator de proteção de no mínimo 30 é indispensável.

A atividade física deve seguir as recomendações específicas do seu médico, mas geralmente, o aconselhamento é de repouso  absoluto por 7 dias e relativo por 30 dias. A drenagem linfática , uma solicitação freqüente dos cirurgiões plásticos deve ser iniciada de acordo com a recomendação especifica do seu médico. Cada um tem uma conduta diferente . Costuma-se dizer conforme a orientação do seu médico, e as diferenças de recomendações são  porque pode haver variações dependentes da complexidade no ato cirúrgico, sangramento , peso, e outras particularidades individuais.

O afastamento do trabalho também depende de alguns fatores,onde o mais importante é o  tipo de atividade exercida pela paciente.

A condução veicular no caso de cirurgia em mamas deve ser evitada por no mínimo 15 dias, ou conforme a orientação do seu médico.

E o mais importante tenha amplo acesso ao seu médico ou quando isso não for possível à alguém indicado por ele e felicidades com a nova estética.

7 Comentários »

  1. Dafny 2 de Junho de 2012 at 20:06 - Reply

    onde eu encontro o melhor cirurgião para colocar silicone nos seios aqui em Uberaba?!

    • carminha 16 de Agosto de 2012 at 19:48 - Reply

      eu gostaria de saber eu vou colocar silicone no prossimo mes eu tenho flacidez logo qum não tem
      então eu tenho 41 anos os meus seis não são tão caidos mais as pessoas falam que si eu não fizer retira de pele eles vão ficar mole e caido mais o medico que vai mim operar ele favor que só com o silicone vai levantar por favor mim ajuda

  2. cassia 16 de Novembro de 2012 at 13:15 - Reply

    qtos dias eu terei dor no peito ou nos musculos?pq eu fiz dia 13 e to com dor ainda….

  3. domingas 6 de Janeiro de 2013 at 17:39 - Reply

    esse modelo q esta aí acima esta horrivel duas bolas penduradas.

  4. Daniela 23 de Abril de 2013 at 13:03 - Reply

    Eu fiz ano passado e foi um sucesso. O pós-operatório foi tranquilo, porque segui todas as orientações. Agradeço ao Dr. Wagner Montenegro e toda a equipe pela dedicação.

  5. Talia 6 de Maio de 2013 at 15:46 - Reply

    ola. vou me casar em outubro e pretendo colocar silicone em agosto. preciso saber se o tempo de recuperação é suficiente ou nao. aguardo

  6. Carolina 5 de Julho de 2013 at 0:53 - Reply

    Alguém saberia me informar depois de quanto tempo de operada posso dançar forró?

Deixe uma resposta »